ÁSIA/IRAQUE - Jihadistas do Daesh aos habitantes de Mosul: é proibido festejar São Valentim

Segunda, 15 Fevereiro 2016 sectarismos  

Mosul (Agência Fides) - Cartazes e faixas foram colocados nos dias passados pelos jihadistas do Estado Islâmico (Daesh) nas ruas mais frequentadas de Mosul, para recordar a população a proibição de celebrar a festa de São Valentim, Bispo mártir de Terni conhecido no mundo inteiro como padroeiro dos namorados. Nos cartazes, legíveis em algumas fotos publicadas pelo site ankawa.com, se reitera a necessidade de manter distância da moda ocidental que levam às crenças dos “cristãos infieis”.
Segundo fontes locais, consultadas pela Agência Fides, nos dias passados agentes das milícias jihadistas fizeram uma ronda nos mercados e áreas onde estão concentradas as lojas para verificar que não fossem colocadas à venda as típicas caixas vermelhas que os casais de namorados geralmente compravam na festa do Santo, antes da instauração do Califado islâmico.
A Festa de São Valentim, celebrada em 14 de fevereiro e considerada como “festa dos namorados” entre os jovens árabes, prescindindo de sua pertença religiosa, parece ser uma espécie de obsessão para os grupos jihadistas. Nos últimos anos, as rondas jihadistas e os slogans gritados nos autofalantes das mesquitas administradas por pregadores radicais intimavam todos os comerciantes a não exporem a tradicional mercadoria vermelha, conservada nos depósitos. (GV) (Agência Fides 15/2/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network