ÁSIA/TURQUIA - Perícia médica confirma: o Patriarca armênio de Constantinopla necessita de um “tutor”

Quarta, 10 Fevereiro 2016 igrejas locais  

santegidio.org

Istambul (Agência Fides) - O organismo encarregado pelos juízes turcos para verificar as condições de saúde do Patriarca armênio de Constantinopla, Mesrob II, confirmou o estado de demência sofrido pelo Patriarca e a necessidade de nomear um tutor autorizado a tomar decisões em seu nome.
No relatório de saúde emitido pelo hospital armênio Yedikule Surp Pırgic – afirmam fontes turcas consultadas pela Agência Fides – se certifica que o Patriarca não é absolutamente capaz de exercer a sua vontade livre, e que não servem outras verificações de caráter de saúde ou legal para confirmar o diagnóstico.
O Patriarca Mesrob II, formalmente ainda titular da sede patriarcal armênia de Costantinopla, foi atingido em 2008 por uma forma de Alzheimer que o deixou em breve tempo totalmente sem ação. Desde então, no âmbito da comunidade armênia apostólica da Turquia se abriu um debate – com um pouco de tensão – sobre a possível sucessão do Patriarca, que sobrevive em condição vegetativa, em virtude de instrumentos que garantem a respiração e alimentação artificial.
Desde 2008, as funções do Vicariato do Patriarca foram desempenhadas pelo Bispo Aram Ateshian. Nos últimos anos, membros críveis da comunidade armênia presente na Turquia recomeçaram a apoiar a oportunidade de eleger um co-patriarca com funções plenas, que assuma a liderança do Patriarcado. A proposta deve encontrar o apoio da cúpula do Patriarcado e depois ser submetida, em forma de pedido, ao Ministério do Interior. As regras, que são da época otomana, permitem eleger um novo Patriarca armênio somente quando a sede é vacante pela morte do titular. (GV) (Agência Fides 10/2/2016)




Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network