AMÉRICA/COLÔMBIA - A lenta agonia das crianças wayuu

Segunda, 8 Fevereiro 2016 menores  

Mauro Villa

La Guajira (Agência Fides) – Continua o estado de abandono e a precariedade de gêneros alimentares e hídricos para as crianças wayuu (veja Fides 18/12/2015). Em 17 de dezembro passado, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) teve que solicitar o governo colombiano a tomar medidas urgentes para proteger os menores de La Guajira. Desde o início de 2016 já morreram de fome 6 crianças, e estima-se que 90% dos wayuu sofram de precariedade cíclica de alimentos. Além disso, no departamento de Pesuapá, as 22 famílias presentes utilizam água de um poço artesiano de 28 metros de profundidade; enquanto em La Cachaca as reservas hídricas provêm de navios-cisterna que raramente chegam. Lideranças indígenas solicitaram medidas cautelares à CIDH para proteger a saúde da infância guajira. O Governo nacional anunciou programas de recuperação nutricional para 7 mil crianças, enquanto o censo das comunidades aponta que 34 mil menores estão gravemente desnutridos. Igualmente alarmantes são as denúncias da população sobre a situação de abandono das crianças guajira, que morrem de fome enquanto indivíduos sem escrúpulos roubam os recursos de programas de assistência destinados a elas.
(AP) (8/2/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network