ÁSIA/TERRA SANTA - Novo ato de vandalismo sectário contra a igreja da Dormição

Segunda, 18 Janeiro 2016 sectarismos  

Jerusalém (Agência Fides) - Slogan anticristãos foram escritos nas portas e nos muros da Abadia da Dormição no Monte Sion. O novo ato de vandalismo contra o mosteiro beneditino ocorreu domingo, 17 de janeiro, no mesmo dia em que o Papa Francisco prestou homenagem à comunidade hebraica de Roma, visitando o Templo maior. Segundo informa a mídia oficial do Patriarcado latino de Jerusalém, slogans escritos nas portas e nas paredes da Abadia dizem: “Morte aos cristãos pagãos, inimigos de Israel”, “Seu nome (Jesus) e sua memória sejam cancelados”, ou ainda “cristãos ao inferno”. O novo ato de vandalismo sectário ocorreu três semanas após o realizado contra o convento salesiano de Beit Gemal (veja Fides 9/1/2016) e é mais um na série de gestos de intimidação realizados contra mosteiros cristãos desde fevereiro de 2012. Desde então, em várias ocasiões, assinando com a frase “o preço a ser pago” (price to tag), grupos extremistas próximos do movimento dos colonos perpetraram ataques contra locais de culto – igrejas e mesquitas – frequentados pela população árabe. O Patriarcado latino de Jerusalém difundiu uma nota condenando firmemente a nova agressão e recordando que “o único modo para enfrentar gestos deste tipo é controlar a educação oferecida nas escolas em que estes jovens são instruídos e monitorar quem fomenta a intolerância contra cristãos”. O Patriarcado expressa também a esperança que “os responsáveis por este ataque sejam presos antes de tornarem concretas suas ameaças”.
(GV) (Agência Fides 18/1/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network