http://www.fides.org

Africa

2003-10-08

ÁFRICA/SENEGAL - “PROSTITUIÇÃO INFANTIL, CRIANÇAS SOLDADO, TURISMO SEXUAL. SÃO AS NOVAS FORMAS DE ESCRAVIDÃO E DE EXPLORAÇÃO DE MENORES NA ÁFRICA” DENUNCIA DOM MONSENGWO PASINYA PRESIDENTE DO SECAM/SCEAM

Dakar (Agência Fides) – “A emoção neste santuário africano da dor negra (João Paulo II) é grande e intensa e para não cristãos é uma expressão da presença particular do Espírito Santo, primeiro protagonista da história e artesão de um mundo novo. Dirigindo-nos a vós, queremos fazer-vos compartilhar aquilo que o Espírito de Deus nos faz viver nesta jornada memorável, como graça em favor do homem negro que tanto sofre as feridas da história”. Assim Dom Laurent Monsengwo Pasinya, Arcebispo de Kisangani (Congo) e Presidente do Simpósio das Conferências Episcopais da África e Madagascar (SECAM/SCEAM) lembrou o drama da escravidão no curso de uma cerimônia em Gore (Senegal), ocorrida no domingo, 5 de Outubro. Gore era um dos locais de onde partiam os navios cheios de escravos africanos para a América.
Dom Monsengwo Pasinya dirigiu a cerimônia memorial das vítimas, organizada pelos Bispos do SECAM/SCEAM reunidos em Dakar para a sua Assembléia Plenária. O arcebispo de Kisangani destacou que “o pecado contra o homem negro não diz respeito simplesmente ao passado. É ainda atual. Continuamos a perpetuá-lo sob outras formas e em diversos setores: vendendo e comprando nossos irmãos e irmãs, suscitando o ódio e a violência, casando com a mentalidade da falência e da impotência, com o complexo de inferioridade do homem negro”. O Arcebispo afirmou que “condenamos e convidamos os dirigentes do nosso País a condenar as novas formas de escravidão que são a deportação das nossas filhas para a prostituição, o turismo sexual, o comércio das crianças. A arregimentação forçada dos nossos meninos para guerras fratricidas, neocoloniais e o saque das riquezas do subsolo africano. Ao mesmo tempo, condenamos e convidamos a condenar a exclusão étnica, tribal e regional que mina perigosamente as nossas sociedades”
O discurso de Dom Monsegwo está disponível no site oficial da Assembléia Plenária do SECAM/SCEAM (http://www.sceam-dakar.sn).
(L.M) (Agência Fides 8/10/2003 – linhas :28; palavras: 330)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network