http://www.fides.org

Asia

2003-10-01

ÁSIA/TERRA SANTA - A UNIVERSIDADE DE BELÉM: VOZ DE ESPERANÇA E DIÁLOGO EM MEIO À VIOLÊNCIA. TRINTA ANOS A SERVIÇO DA INSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO CULTURAL DO POVO DA TERRA SANTA

Belém (Agência Fides) – Não obstante o drama de uma guerra e de uma espiral de violência que continua a devastar a vida dos povos israelense e palestinense na Terra santa, um pequeno foco de esperança existe na cidadezinha onde nasceu Jesus: é a Universidade de Belém, instituto católico mantido pelos irmãos cristãos “ De La Salle” e pela Santa Sé.que na semana de 2 a 11 de Outubro festeja o seu 30º aniversário de fundação.
As celebrações começarão com uma assembléia acadêmica durante a qual, Dom Michel Sabbah, Patriarca latino de Jerusalém e Richard Moley, benfeitor proveniente dos Estados Unidos, serão investidos do título doutor ad honorem, e ocorrerá um agradecimento público a muitos outros benfeitores de todo o mundo.
Dom Sabbah definiu a Universidade como “um exemplo de perseverança, fé, amor e uma voz em favor da promoção do diálogo e da colaboração entre muçulmanos, cristãos e hebreus na Terra Santa”. O Sr. Moley continua a oferecer à universidade bolsas de estudo para estudantes e demonstra grande generosidade em relação ao staff e toda a estrutura.
Estudantes, professores e todos os empregados viverão um dia de festa em 3 de Outubro, com eventos especiais, performance teatrais e musicais, enquanto que em 10 de Outubro está prevista a solene abertura de uma nova casa do estudante no âmbito do campus universitário. As celebrações se encerrarão em 11 de Outubro com uma Santa Missa de Ação de Graças celebrada na Capela Universitária e uma recepção final.
Fundada em 1973, a Universidade de Belém é u único instituto acadêmico católico da Terra Santa mantido pela Santa Sé. Conta com cerca de 2.100 estudantes (66% muçulmanos e 34% cristãos) e oferece cursos de Arte, Ciências, Administração, economia, educação, Enfermagem e Turismo. Desenvolve programas especiais em colaboração com outras universidades católicas, árabes e hebraicas na Terra Santa e em outros países do mundo.
(PA) (Agência Fides 1/10/2003 – linhas: 29; palavras: 338)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network