http://www.fides.org

Africa

2003-09-25

ÁFRICA/QUÊNIA - 1,5 MILHÕES DE QUENIANOS MORRERAM DE AIDS DESDE A METADE DOS ANOS 80. EM 2003, QUEDA DE 2% A MENOS DE NOVOS CASOS EM SENEGAL

Roma( Agência Fides) – Amanhã, 26 de setembro, será encerrado em Nairobi a XIII Conferência Internacional dobre a AIDS. Entre as muitas informações apresentadas ao longo do encontro, destacam-se os confortantes dados que indicam a diminuição de novos casos de infecção por HIV no Senegal. de fato, segundo recentes estudos, se calcula que as infecções neste País diminuíram em 2% em relação ao ano passado. para tanto, contribuíram a melhoria das parcerias entre o governo e demais instituições , em particular a Igreja. Senegal e Uganda são os dói Países africanos que nos últimos dois anos apresentam redução do índice de infecção por HIV. Segundo alguns especialistas presentes na Conferência, Senegal adotou rapidamente uma série de medidas preventivas, entre as quais, as campanhas de prevenção direcionada sobretudo aos jovens. O País também não hesitou em envolver diversas ONGs e instituições para fazer frente ao problema, além de ter adotado válidos sistemas de monitoramento e vigilância. No Quênia, desde os primeiros casos diagnosticados na metade dos anos 80, se calcula que cerca de 2,2 milhões de quenianos foram infectados pelo vírus da AIDS e que 1,5 milhão destes já morreram. Entre as iniciativas desta XIII Conferência Internacional, foi lançado um jornal que informará sobre as principais descobertas científicas e médicas dos estudiosos de todo o mundo. O jornal será distribuído gratuitamente e terá versão internet em inglês e francês.
(AP) (Agência Fides 25/09/2003 – Agência Fides, linhas: 22, palavras: 254)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network