OCEANIA/AUSTRÁLIA - Vinte anos de compromisso com o acolhimento de migrantes

Quarta, 1 Julho 2015

Sydney (Agência Fides) – Elaborar diretrizes pastorais sobre o tema do acolhimento e da solidariedade para com os migrantes e requerentes de asilo: esta é a missão do Departamento para Migrantes e Refugiados dentro Conferência Episcopal da Austrália (Australian Catholic Migrant and Refugee Office), que completou 20 anos. Conforme relatado numa nota enviada à Fides por Pe. Maurizio Pettena, Diretor Nacional do Departamento, “o acolhimento do estrangeiro continua sendo uma característica permanente da Igreja de Deus. A acolhida do estrangeiro é inerente à própria natureza da Igreja e testemunha a sua fidelidade ao Evangelho”.
“A Igreja Católica na Austrália esteve por muito tempo na vanguarda da pastoral dos migrantes e refugiados”, lembra o diretor. Já em 1944, a Conferência Episcopal Australiana criou um subcomitê de imigração e, nos anos seguintes, escritórios católicos para a pastoral das migrações foram abertos em todas as dioceses.
O Departamento para Refugiados no âmbito da Conferência Episcopal Australiana foi inaugurado 1° de julho de 1995 “para aconselhar e servir a Conferência Episcopal com relação aos migrantes e refugiados”, atuando como um canal de comunicação com os escritórios diocesanos e elaborando diretrizes pastorais. O escritório também é interlocutor do governo e outros organismos institucionais.
Como ressaltou Pe. Pettena, “hoje são essenciais a educação e a conscientização dentro da Igreja em todos os níveis”. No documento recente “Acolher Cristo nos refugiados e deslocados”, se ressalta que nos “estrangeiros” a Igreja vê “Cristo que coloca a sua tenda no meio de nós e que bate à nossa porta”. No migrante, a Igreja “ouve a voz de Cristo que diz: Eu era peregrino e me acolhestes”. (PA) (Agência Fides 1/7/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network