VATICANO - Páscoa 2015: “Os nossos irmãos perseguidos, exilados, mortos e decapitados somente pelo fato de serem cristãos são os nossos mártires de hoje”

Quarta, 8 Abril 2015

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – “A Jesus vitorioso pedimos que alivie os sofrimentos de tantos irmãos nossos perseguidos por causa do seu nome, bem como de todos aqueles que sofrem injustamente as consequências dos conflitos e das violências em curso, e que são tantas.” Na mensagem Urbi et Orbi pronunciada no dia de Páscoa, 5 de abril, do balcão da Basílica Vaticana, o Papa Francisco recordou mais uma vez “os irmãos perseguidos” somente porque cristãos. Já os havia recordado ao final da Via-Sacra da Sexta-feira no Coliseu, dirigindo-se a “Cristo crucificado e vitorioso” com estas palavras: “Em Ti, divino amor, vemos ainda hoje os nossos irmãos perseguidos, decapitados e crucificados por sua fé em Ti, sob os nossos olhos ou com frequência com o nosso silêncio cúmplice”. E ainda, na Segunda-feira depois da Páscoa, saudando depois do Regina Caeli a delegação do Movimento Shalom, “que chegou a sua última etapa do revezamento solidário para sensibilizar a opinião pública sobre as perseguições dos cristãos no mundo”, disse: “Seu itinerário pelas ruas terminou, mas deve continuar por parte de todos o caminho espiritual de oração intensa, de participação concreta e de ajuda tangível em defesa e proteção dos nossos irmãos e das nossas irmãs perseguidos, exilados, mortos e decapitados somente pelo fato de serem cristãos. Eles são os nossos mártires de hoje, e são muitos, podemos dizer que são mais numerosos que nos primeiros séculos. Faço votos de que a comunidade internacional não fique muda e inerte diante deste crime inaceitável, que constitui um preocupante desrespeito dos direitos humanos mais elementares. Faço votos realmente de que a comunidade internacional não vire o seu olhar para o outro lado”. (SL) (Agência Fides 08/04/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network