OCEANIA/AUSTRÁLIA - As escolas católicas australianas contra o bullying

Segunda, 23 Março 2015

Sydney (Agência Fides) - As escolas primárias e secundárias católicas de Sydney reuniram mais de 1.900 escolas em toda a Austrália para se manifestarem contra o bullying. No comunicado enviado à Agência Fides pela Arquidiocese lê-se que a iniciativa já está em seu terceiro ano de vida. Na verdade, o país acaba de celebrar o Dia Nacional contra o Bullying e Violência, e a lançá-lo foi uma vídeomensagem do primeiro-ministro Tony Abbott aos estudantes, na qual ele evidenciou que "não há lugar para o bullying nos parques e nem na internet". Nesta ocasião Abbot também anunciou a nomeação da parte do Governo de uma Comissão para a tutela dos estudantes que irá vigiar contra o bullying nas mídias sociais.
Ao longo dos últimos três anos, sociedade, grupos comunitários, escolas e instituições australianas perceberam não só o dano causado pelo cyber-bullying, mas também o dano a longo prazo que o bullying tradicional pode causar em uma criança. O Sydney Catholic Education Office (CEO) foi um dos líderes neste setor com políticas antibullying em todas as escolas. A instituição oferece recursos para os funcionários da escola e para os pais a fim de ajudar a erradicar o fenômeno, reconhecer se seu filho é vítima ou está envolvido nesta prática e o que fazer a respeito. Segundo a pesquisa, as vítimas de bullying na escola correm o risco de sofrerem três vezes mais de depressão e sintomas depressivos na idade adulta do que aqueles que não sofrem. (AP) (23/3/2015 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network