VATICANO - No dia 8 de fevereiro, “acendamos uma luz contra o tráfico de seres humanos”

Quarta, 4 Fevereiro 2015

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Rezar e refletir contra o tráfico de seres humanos: esta é a finalidade do Primeiro Dia internacional de oração e reflexão contra o tráfico de pessoas, programado para 8 de fevereiro, sobre o tema: "Acenda uma luz contra o tráfico”. O Dia, que se celebra no dia da festa de Santa Josefina Bakhita, escrava sudanesa, libertada e que se tornou religiosa canossiana, canonizada em 2000, é promovida pelas Uniões internacionais femininas e masculinas dos Superiores/as Gerais (UISG e USG), e patrocinada pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, pelo Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e os Itinerantes e pelo Pontifício Conselho da Justiça e da Paz.
As últimas estimativas publicadas pela Organização Internacional do Trabalho (OIL) em 2014 afirmam que no mundo existem cerca de 21 milhões de pessoas traficadas, e se estima que todos os anos se trafiquem de 700.000 a 2 milhões de pessoas.
Como explicou a Ir. Gabriella Bottani, SMC, na coletiva de imprensa de apresentação do Dia, somos convidados a rezar e a refletir para ver melhor o caminho a percorrer juntos; acabar com a escuridão causada por tudo aquilo que explora a vida para fins de lucro; oferecer esperança a quem vive o drama do tráfico, para que descubra que não está só; transformar mente e coração, rompendo a superficialidade e indiferença que impede reconhecer a outra pessoa como irmão e irmã; reencontrar a força de uma ação coletiva; reconhecer e remover as causas que impulsionam o tráfico de pessoas em todas as suas modalidades; amparar o nosso empenho em favor da liberdade e da dignidade da pessoa; viver a mística e a profecia da ação de Deus na história. (SL) (Agência Fides 04/02/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network