OCEANIA/AUSTRÁLIA - Atenção para a Jamaica e as crianças presas por serem imigrantes: o Mês Missionário é uma oportunidade única

Quinta, 2 Outubro 2014

Sidney (Agência Fides) – Dentre as várias iniciativas da Igreja australiana para o mês missionário de outubro, este ano a Catholic Mission Australia focaliza sua atenção na Jamaica, onde se registra o segundo maior índice do mundo de mortos por armas de fogo. Frequentemente escondida por detrás da fachada de suas praças tropicais ou ricos resorts e águas cristalinas, a Jamaica é um país profundamente conturbado pela violência e a criminalidade. As famílias vivem em um clima de terror constante, na desesperada busca de paz e de segurança. Em comunicado enviado à Agência Fides, o Vice-diretor da Catholic Mission Australia, Peter Gates, afirma: “Nós, australianos, somos abençoados porque vivemos num país relativamente seguro, mas temos que lembrar que outros não são tão felizes. O Mês Missionário serve para partilhar, servir e ajudar, segundo a inspiração e os ensinamentos do Evangelho, a fim de que todos, aqui e em outros lugares, possam viver uma vida plena”. Domingo, 19 de outubro, celebra-se o Dia Mundial das Missões, e este período coincide também na Austrália com a Semana contra a Pobreza. Em 22 de outubro, o Dia Missionário das Crianças, convida os pequenos a serem missionários nas mais diferentes formas interativas e de divertimento.
outra prioridade para este Dia, assinalado por Gates, é a libertação das crianças detentas por serem imigrantes: “Toda criança presa é demais; enquanto nós falamos destas temáticas, centenas de pequenos estão sofrendo atrocidades. Peço que neste mês de outubro, todos os católicos australianos se tornem discípulos missionários, oferecendo uma vida melhor a quem mais precisa”. “Em nível local, todos nós podemos fazer a diferença e o Mês Missionário é uma oportunidade única”, conclui Gates. (AP) (2/10/2014 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network