http://www.fides.org

America

2003-05-08

AMÉRICA/COLÔMBIA - DOM RENATO MARTINO AO CLERO COLOMBIANO: “OS NOVOS NOMES DA PAZ SÃO JUSTIÇA, DESENVOLVIMENTO E SOLIDARIEDADE”

Medellin (Agência Fides) – “A educação à paz não é um elemento extrínseco ou acidental, mas intimamente unido à missão evangelizadora da Igreja, como mestra dos povos e especialista em humanidade”: assim destaca o Presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, Arcebispo Renato Martino, falando ao clero da arquidiocese de Medellin, em uma etapa de sua viagem pastoral à Colômbia, após a inauguração em Bogotá (5 de maio de 2003) do II Congresso de reconciliação nacional, promovido pelo episcopado local.
Falando sobre o tema da pastoral social e a reconciliação em tempos de conflito”, Dom Martino disse que – segundo o ensinamento de Paulo VI e de João Paulo II – “os novos nomes da paz são justiça, desenvolvimento e solidariedade”. A pobreza e a marginalização social representam para Dom Martino um dos maiores inimigos da apz. O “não” à guerra deve ser acompanhado pelo empenho pela justiça social e pela defesa da dignidade e da liberdade humana. Educar à paz pressupõe o reconhecimento da unidade da família humana e do bem comum planetário; significa educar para a justiça distributiva e social e ao respeito efetivo dos direitos de cada homem e de todos os povos, significa formar ao diálogo, à aceitação e à compreensão das razões dos outros, comporta por fim o grande empenho, árduo ao interno das sociedades conflitantes, da educação à não violência.
Tarefa da educação à paz, segundo o presidente do competente dicastério do vaticano, é também aquele de “restituir uma alma ética à política e à economia”, muitas vezes guiadas exclusivamente pelo lucro e proveito. A abertura à justiça e à solidariedade, ao invés – disse Dom Martino – darão um novo rosto à economia, transformando-a em grande fator de paz. (PA) (Agência Fides 8/5/2003 – linhas: 24; palavras: 304)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network