http://www.fides.org

News

2014-07-09

AMÉRICA/COLÔMBIA - Na região de Chocò: “Fomos esquecidos por todos, não temos proteção, as pessoas vivem na angústia"

Bogotà (Agência Fides) – Está em andamento a Assembleia da Conferência Episcopal da Colômbia e cada Bispo, segundo o programa do encontro, expõe a realidade da própria diocese (veja Fides 05/07/2014). A Agência Fides recebeu de várias fontes locais as temáticas apresentadas ontem à assembleia por vários pastores.
Uma preocupação especial suscitou em todos a situação que está vivendo a região de Chocò (Costa Colombiana no Pacífico, que compreende as dioceses de Quibdó e Istmina-Tadó). Dom Juan Carlos Barreto, Bispo de Quibdó, denunciou a constante violação dos direitos humanos na região, as dificuldades para ter acesso à área, à qual se soma a presença dos narcotraficantes, que muitas vezes obstruem e impedem a presença dos serviços do Estado. “Não temos políticas para produção agrícola legítima e autorizada, a isto deve ser acrescentada a pulverização frequente com glifosato por parte das autoridades, que diz respeito não só aos campos autorizados, mas também aos camponeses que vivem lá”, disse o bispo.
Dom Julio Hernando García Peláez, Bispo de Istmina-Tadó, explicou em seu discurso que "uma parte da responsabilidade pela violência perpetrada na área é devido ao comportamento das forças de segurança, já que alguns membros usam as áreas civis para protegerem-se do fogo dos grupos armados ilegais, e nestes confrontos mortais são os inocentes a morrer". Dom Garcia ressaltou a dificuldade da realidade local: "A situação é muito delicada; nós, como bispos somos a voz dos que não têm voz, por isso precisamos divulgar para a opinião pública nacional e internacional que nesta área estamos vivendo em condições desumanas. Somos esquecidos por todos, não temos nenhuma proteção, as pessoas vivem na angústia e esperança". (CE) (Agência Fides, 09/07/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network