http://www.fides.org

News

2014-06-26

ÁFRICA/R.D. CONGO - Continua a emergência pelas meninas acusadas de bruxaria

Bukavu (Agência Fides) – Na República Democrática do Congo, o elevado índice de pobreza e as superstições causam consequências dramáticas: muitas meninas são consideradas diretas responsáveis por desgraças familiares e, acusadas de possuir poderes ocultos, acabam nas ruas. Para erradicar este grave costume e dar apoio às pequenas vítimas, o Movimento Luta à Fome no Mundo (MLFM) apoia, há anos, o centro de acolhimento de Ek’Abana, na diocese de Bukavu. Os objetivos principais são: assegurar às meninas um contexto comunitário e familiar fundado na compreensão, na confiança em si mesmas, no afeto; ajudá-las a viver com responsabilidade e liberdade, para que se sintam protagonistas de seu futuro; a redescobrir suas qualidades e capacidades; assisti-las nos estudos e ajudar as mais velhas a optar por um percurso formativo e profissional a fim de que, uma vez fora do centro, encontrem um emprego; promover um percurso de mediação familiar a fim de que as meninas sejam acolhidas novamente em suas casas, quando possível, com mais consciência da família de origem.
O Centro evoluiu, nos anos, para enfrentar a necessidade de acolher um número sempre maior de menores abandonados. A acusação de bruxaria não é a única causa de abandono, pois o Foyer hospeda e acompanha crianças com atrasos mentais ou cujos familiares não são capazes de seguir seu crescimento. Já acolheu mais de duzentos menores e possui um edifício central, com novos leitos, uma sala polivalente para atividades terapêuticas, lúdicas e agregativas, e conta ainda com uma biblioteca aberta à comunidade local, e não apenas às crianças do centro.
(AP) (26/6/2013 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network