http://www.fides.org

News

2014-06-26

ÁFRICA/NIGÉRIA - “Procuremos o caminho do diálogo para deter a violência”, diz à Fides o Card. Onaiyekan

Abuja (Agência Fides) - “Não existe um modo para prevenir este tipo de atentados. Não se pode paralisar uma cidade como Abuja com controles tão intensos”, diz à Agência Fides o Cardeal John Olorunfemi Onaiyekan, Arcebispo de Abuja, capital federal da Nigéria, onde ontem, a explosão de uma bomba em um centro comercial provocou a morte de 21 pessoas. O atentado não foi reivindicado, mas é provável que tenha sido cometido pelos fundamentalistas de Boko Haram, responsáveis nos últimos dias pelo sequestro de 90 jovens, entre moças, rapazes e crianças, depois de ataques em aldeias no norte do país. O grupo já detém cerca de 200 jovens sequestradas em sua escola, em abril passado.
“Devemos convencer os autores destes crimes a parar de cometê-los”, afirma o Cardeal Onaiyekan. “Espero que o governo empreenda este caminho, porque a única forma de deter ataques deste gênero seria impedir a população de se movimentar livremente, controlando todas as ruas. Isto é obviamente impossível, porque Abuja se transformaria em um caos. Já agora, quando os controles são reforçados, o povo reclama das filas e do tráfego na circulação”.
O Cardeal indica o caminho do diálogo para deter estas violências: “Na Nigéria, vivemos tantos anos em paz, sem atentados. É preciso agora compreender as causas da violência. Entendo que isto não é fácil politicamente, mas temos que estar prontos para conversar com quem comete estes atos de violência”. (L.M.) (Agência Fides 26/6/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network