http://www.fides.org

News

2014-06-04

ÁFRICA/REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA – Novos ataques às estruturas de saúde e às equipes que trabalham em Ndélé

Bangui (Agência Fides) – “Estamos abalados pela agressão sofrida pelas nossas equipes” consta em comunicado da organização médico-humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF), recebido pela Agência Fides, após os novos ataques contra as próprias equipes e estruturas na cidade de Ndélé, na região norte da República Centro-africana (CAR), onde atuam desde 2010. Os médicos estão determinados em oferecer ajudas à população, mas desde que as partes em conflito respeitem condições mínimas de segurança. Uma parte da equipe foi evacuada de Ndélé, enquanto MSF está avaliando a situação e negociando com as autoridades locais a possibilidade de prosseguir suas atividades na área. “Efetuamos mais de 1.600 consultas médicas por semana, um terço das quais para crianças menores de cinco anos”, continua o comunicado. MSF é a única organização a fornecer assistência de saúde na cidade. Apenas um mês após o massacre em Boguila, que matou 18 civis, 3 dos quais membros da equipe dos MSF (veja Fides 29/4/2014), este novo recente ataque contra a equipe e a estrutura dos MSF revela as dificuldades que as organizações humanitárias estão enfrentando. De dezembro de 2012 a março de 2014, as equipes dos MSF na República Centro-africana sofreram 115 incidentes de segurança. Em dezembro de 2013, MSF duplicou o número de programas no país, passando de 10 para 21, e lançou 6 nos vizinhos para assistir os refugiados centro-africanos. A ONG trabalha na RCA desde 1997, atualmente tem mais de 300 agentes internacionais e 2 mil agentes locais em ação para responder à crise. (AP) (4/6/2014 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network