http://www.fides.org

News

2014-04-08

ÁSIA/FILIPINAS - Bispos: “Respeitamos a Corte Suprema, defendemos a vida com o direito à objeção”

Manilha (Agência Fides) – A Igreja respeita a decisão da Corte Suprema e continuará a defender a vida e a família, graças à possibilidade da objeção de consciência: é o que declaram os Bispos das Filipinas depois da sentença da Corte, que declarou a constitucionalidade da Lei sobre a Saúde Reprodutiva, concedendo o direito a médicos e estruturas médicas particulares de se professar “objetores” em relação ao uso de métodos contraceptivos artificiais.
Uma nota do Episcopado filipino, assinada por Socrates Villegas, Arcebispo de Lingayen Dagupan e Presidente da Conferência Episcopal, enviada à Fides, explica: “Encorajo os nossos fiéis católicos a respeitar e manter o respeito pela Corte Suprema. A Corte Suprema decidiu sobre a questão da Lei sobre a saúde Reprodutiva baseando-se na normativa vigente nas Filipinas”.
A Igreja, prossegue o texto, “deve continuar promovendo a sacralidade da vida humana, ensinando sempre a dignidade da pessoa humana e a tutela da vida e de toda pessoa desde a concepção até a morte natural”.
A nota enviada à Fides declara com satisfação que a Lei foi “amortecida” pois os juízes reconheceram a importância da objeção de consciência também entre os médicos que trabalham nas estruturas de saúde públicas e confirma que todos os católicos “trabalharão ao lado daqueles que apoiam a lei para o bem do país”. A Igreja, conclui, “continuará ensinando o que é justo e moral, anunciando a beleza e a santidade de toda pessoa humana”, “no espírito do Evangelho da vida e do amor”. (PA) (Agência Fides 8/4/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network