http://www.fides.org

News

2014-03-17

ÁFRICA/REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA - “O conflito não é religioso” diz Ban Ki-moon ao encontrar os líderes religiosos pela paz

Bangui (Agência Fides) – “Queremos transmitir juntos uma mensagem essencial: que o conflito na República Centro-Africana não é religioso”, afirmou o Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, ao encontrar, em Nova York, os líderes da “plataforma dos religiosos pela paz”: Dom Dieudonné Nzapalainga, Oumar Kobine Layama, respectivamente Arcebispo e Imâme de Bangui, e o Pastor Nicolas Grékoyamé-Gbangou, Presidente das Igrejas Evangélicas. O Secretário-geral da ONU, que se disse “honrado de se reunir com os três líderes religiosos, e afirmou que eles “são um forte símbolo da longa tradição de coexistência em seu país”. “Estamos assistindo à manipulação de pertenças religiosas e étnicas por razões políticas”, acrescentou Ban Ki-moon. “Espero que o povo centro-africano se liberte do medo e retorne à coexistência que faz parte há muito tempo da tradição do país”. Os líderes religiosos ilustraram a dramática situação centro-africana (veja Fides 8/3/2014) ao Conselho de Segurança da ONU, que deve decidir sobre o envio de uma missão de estabelecimento da paz no país. O Secretário-geral da ONU pediu aos membros do Conselho Geral da ONU pediu aos membros do Conselho que decidam rapidamente sobre o deslocamento na República Centro-africana de 12 mil “Capacetes Azuis” em apoio aos 6 mil militares da MISCA (Missão africana na República Centro-africana) e dos 2 mil soldados franceses da força Sangaris já presentes no território, mas que são insuficientes para garantir condições de segurança mínimas em grandes áreas do país. (L.M.) (Agência Fides 17/3/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network