http://www.fides.org

News

2014-03-07

ÁSIA/ÍNDIA - Onde nascer do sexo feminino é considerado "um desastre"

Anantapur (Agência Fides) - As mulheres que vivem na Índia sofrem maus-tratos oito vezes mais do que em qualquer outro lugar no mundo. Os maus-tratos físicos no país são vistos como um "direito do marido", e quase a metade da violência afetam meninas de 5 a 10 anos. Por causa do dote, são mortos a cada ano entre 25 a 100 mil mulheres. Por ocasião do Dia Internacional da Mulher, a Fundação Vicente Ferrer, nascida na Índia em 1969, com o objetivo de encontrar soluções para os graves problemas da comunidade rural de Anantapur, destaca a grave situação em que as mulheres vivem no país. Segundo informações obtidas pela Agência Fides, no país asiático oferecer dinheiro e jóias para a família do noivo é uma das muitas "tradições" que promovem a violência machista num país patriarcal, onde o homem não quer perder o poder. Quando a família da noiva não tem dinheiro, molestam a noiva, muitas vezes pouco mais que uma criança, ou até mesmo a matam, ressalta o presidente da fundação. A vida para as mulheres solteiras, divorciadas ou órfãs é ainda pior. Além disso, quando as famílias são muito numerosas, as meninas são obrigadas a se prostituir e abortar se estiverem grávidas. Nas últimas décadas foram registrados 12 milhões de abortos seletivos com base no sexo do nascituro. O nascimento de uma menina é considerado "um desastre" para a família, porque requer sacrifícios para obter o dote. (AP) (7/3/2014 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network