http://www.fides.org

News

2014-03-01

ÁFRICA/EGITO - Inaugurado o 62o Festival católico de cinema egípcio

Cairo (Agência Fides) – Iniciou-se na noite de sexta-feira, 28 de fevereiro, a 62a edição do Festival católico de cinema egípcio. A noite de inauguração, na Nile Hall - sala multimídia de 500 lugares anexa à igreja católica latina de São José – teve a participação de hóspedes ilustres como o ex- ministro da cultura, Farouk Hosni, e a atriz Samiha Ayoub. Durante uma semana, mais de trinta filmes egípcios e árabes produzidos em 2013 serão vistos e julgados por conteúdo artístico e cultural, usando critérios de avaliação baseados principalmente nos valores humanos e morais transmitidos pelas obras. O júri, presidido pelo franciscano egípcio Boutros Daniel OFM, é composto por especialistas cristãos e muçulmanos. Sexta-feira próxima, 7 de março, serão atribuídos prêmios aos três melhore filmes e outras homenagens a representantes do mundo da cultura e da mídia. A manifestação dos “Oscar” atribuídos pelo Centro católico de Cinema egípcio, em sua 62a edição, nasceu da intuição do franciscano toscano Erminio Roncalli OFM e representa a primeira experiência de valorização da arte cinematográfica deste tipo no Egito. “Para os cineastas egípcios e árabes” explica à Agência Fides o Bispo Adel Zaki OFM, Vigário episcopal de Alexandria do Egito para os católicos de rito latino – “é muito importante participar desta resenha e ser premiados”. Os critérios de avaliação se inspiram na visão do homem, de suas expectativas e aspirações ao bem, à bondade e à beleza existentes no cristianismo, que têm valor universal. Para os participantes, os prêmios expressam, de certa forma, o apreço de toda a Igreja universal”. 
Ao longo das décadas, o Centro católico de Cinema egípcio, com sua equipe de mais de 10 pessoas, se tornou uma instituição respeitada graças a um prestigioso arquivo-filmoteca – consultado e frequentado para pesquisas de especialistas e estudiosos de todo o mundo. Conserva a memória histórica do cinema egípcio e do mundo árabe. A cada ano, além de organizar o Festival do Cinema egípcio, o Centro publica, em árabe, uma coletânea de críticas dos filmes lançados nos 12 meses precedentes. Trata-se de avaliações concentradas, de modo especial, no conteúdo educativo e na visão antropológica e moral veiculados nas obras cinematográficas. (GV) (Agência Fides 1/3/2014).

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network