http://www.fides.org

News

2014-01-25

ÁSIA/CHINA – Doentes de lepra: a atenção da comunidade católica

Shi Jia Zhuang (Agência Fides) – Para os doentes da aldeia de leprosos de Tai An, na diocese de Yan Zhou, na província de Shang Dong, na China continental, 20 de janeiro foi um dia memorável de grande festa: representantes da comunidade diocesana foram visitá-los, levando muitos presentes e principalmente, o calor do amor cristão. Segundo informações apuradas pela Agência Fides, em perspectiva do Dia Mundial dos enfermos de Hanseníase e do Ano Novo chinês, um grupo de dez pessoas, religiosas e leigas, liderados pelo pároco da paróquia de Ji Ning, levou aos doentes roupas de inverno e presentes pelo Ano Novo chinês, além de organizar a celebração da Missa para os doentes católicos e um encontro de catecismo para os não católicos.
Na China, a Igreja sempre esteve na linha de frente na assistência aos doentes de Hanseníase e de Aids, e próxima a muitos marginalizados da sociedade e de seus familiares. Dezenas de religiosas trabalham nas 17 estruturas estatais que acolhem leprosos, além de numerosos institutos administrados por irmãs católicas chinesas ou coordenadas pela Jinde Charities, a organização caritativa católica chinesa. Na remota ilha de Da Qin, onde até alguns anos atrás existia a maior estrutura para leprosos da China, ficou famosa uma religiosa indiana, Irmã Ruan, que dedicava seu serviço a estes doentes, carentes de todo afeto. Para eles, “a jovem Ruan”, como a chamavam, era a sua parente mais próxima. Nas províncias de Yun Nan, Si Chuan, Gui Zhou, onde ainda existem leprosários, muitas freiras chinesas, como Irmã Ruan, passam a vida assistindo estes pacientes, oferecendo-lhes não apenas assistência médica, mas sobretudo compreensão humana e carinho fraterno no nome de Jesus. (NZ) (Agência Fides 2014/01/25)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network