http://www.fides.org

News

2014-01-17

ÁSIA/VIETNÃ – Campanha para abolir a tortura, muito usada em detentos por razões políticas e religiosas

Hanói (Agência Fides) – A tortura dos prisioneiros, de modo especial dos detentos por causas políticas ou religiosas, é ainda muito comum no Vietnã. Em 2013, a tortura sofrida por prisioneiros por razões morais, políticas ou de consciência provocou, em vários casos, a morte. É o que denuncia “Christian Solidarity Worldwide” (CSW) a ONG cristã com sede em Londres, lançando hoje uma nova campanha para abolir a tortura no Vietnã. Segundo uma nota enviada à Fides, a campanha pede “o tratamento humano dos detentos e prisioneiros no Vietnã e a eliminação da prática da tortura e de outros abusos nos cárceres, delegacias policiais, centros de reeducação e em outros locais de detenção”.
A campanha para abolir a tortura no Vietnã requer etapas específicas, que demonstrem os progressos do governo para eliminá-la. Tais passos, afirma o CSW, são: a imediata ratificação da Convenção contra a tortura; a ratificação da convenção internacional contra o trabalho forçado; a adoção de procedimentos legislativos específicos para abolir esta prática.
Na nota enviada à Fides, Mervyn Thomas, Diretor do CSW, explica: “Em 2013, o Vietnã foi eleito no Conselho da ONU para direitos humanos e assinou a Convenção contra a tortura e outros tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes. Aguarda-se a ratificação. Este ano, o governo tem a oportunidade de demonstrar seu real compromisso na promoção e na tutela dos direitos estabelecidos pela Convenção internacional sobre direitos civis e políticos”. (PA) (Agência Fides 17/1/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network