http://www.fides.org

News

2013-11-29

ÁSIA/PAQUISTÃO - Libertado o cristão Younis Masih, condenado à morte por blasfêmia

Lahore ( Agência Fides) - "Um dia de alegria para a comunidade cristã no Paquistão: conforme informações obtidas por Fides, o cristão Younis Masih de 35 anos foi libertado ontem, com a decisão do Tribunal de Recurso, em Lahore. Masih foi condenado à morte por blasfêmia por um tribunal de primeira instância em Lahore em 30 de maio de 2007. Seu caso foi reaberto em setembro de 2012, quando algumas organizações cristãs como a "Legal Evangelical Association Development" (LEAD ), auxiliando a família do homem, entrou com uma petição que foi bem sucedida. Em 3 de abril, Masih foi absolvido (veja Fides 3/4/2013), e ontem foi definitivamente libertado. Younis Masih e sua família ainda estão num lugar escondido, uma vez que mesmo tendo sido aprovada a inocência, para os extremistas são culpados de "blasfêmia" e podem ser mortos.
Younis Masih estava definhando na prisão desde 10 de setembro de 2005, então tinha 27 anos. Ele passou oito anos de sua vida na prisão antes de o Tribunal de Apelações apurar sua inocência. Masih havia sofrido um ataque cardíaco em 8 janeiro de 2013 e continua com problema de coração.
"Tenho quatro filhos e não tenho trabalho, ninguém está me ajudando. Eu vivo com medo de ser morto a sangue frio", disse Masih ao advogado Mustaq Gill da LEAD, que acompanhou o caso.
Masih recordou dois casos semelhantes ao seu: o de Rimsha Masih, garota portadora de deficiência mental falsamente acusada de blasfêmia e depois liberdata, que agora vive no Canadá, e o de Asia Bibi, mulher e mãe cristã, que foi condenada a morte por blasfêmia em 2010, e permanece no corredor da morte na prisão feminina de Multan.
O advogado Gill recorda à Fides que "os cristãos no Paquistão temem ameaças, ataques, violência, discriminação e ódio. A lei da blasfêmia é sempre uma espada de Dâmocles sobre suas cabeças: A sua vida não é segura, nem mesmo após a saída do cárcere". "Fazemos um apelo aos nossos irmãos e irmãs cristãos para que rezem pela salvação de Younis Masih e ajudem sua família", concluiu. (PA) (Agência Fides 29/11/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network