http://www.fides.org

News

2013-10-05

ÁSIA/ÍNDIA - Profanado um sacrário, teme-se ação de satanistas

Cochin (Agência Fides) – O sacrário da Igreja Católica de Santo Antônio em Aluva, no Estado indiano de Kerala (sul da Índia), foi profanado e as hóstias foram roubadas. Segundo Fides, o episódio ocorreu nos dias passados e causou preocupação na Igreja local: as autoridades eclesiásticas suspeitam, de fato, que a profanação do pão eucarístico possa estar ligada a cultos ou seitas satânicas e que o roubo tenha sido feito por pessoas que fazem “ritos satânicos”. Fontes de Fides referem que os Bispos de Kerala convidaram os párocos a “ficarem atentos”. “Suspeitamos fortemente que tenha o envolvimento de grupos satânicos. Observamos que a caixinha de ofertas na igreja permaneceu intacta. Portanto, o objetivo da incursão não era o furto de dinheiro. “Somente quem pratica ritos satânicos procura hóstias consagradas”, explicou Jose Vithayathil, Secretário da Comissão para os Leigos no Conselho Episcopal de Kerala. Todavia, a polícia de Aluva não confirmou as suspeitas, afirmando que “as investigações ainda não revelaram ligações com seitas satânicas”. Não é o primeiro caso desse tipo em Kerala, Estado onde diminuiu muito a presença católica. Depois de um caso parecido ocorrido em setembro de 2010 na Igreja de S. Francisco de Assis, em Alappuzha, o Bispo local, Dom Stephen Athipozhiyil, publicou uma carta pastoral pedindo aos fiéis leigos que vigiassem sobre as atividades de grupos adoradores de satanás. Em outro caso, as autoridades eclesiásticas na Igreja de São Tiago em Cheranallore (na Arquidiocese de Verapoly) deixou de dar a hóstia para a comunhão nas mãos dos fiéis, constatando que em várias ocasiões a hóstia não era consumada, mas levada embora.
A Igreja indiana já denunciou a difusão de grupos e ritos satânicos, que seduzem os adolescentes e os jovens, no estado de Nagaland, na Índia norte-oriental (veja Fides 1/7/2013). (PA) (Agência Fides 5/10/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network