http://www.fides.org

News

2013-09-28

ÁSIA/ARÁBIA SAUDITA – Grão Mufti: “Igrejas fora da península arábica”

Riad (Agência Fides) – O xeque Abdul Aziz bin Abdullah, Grão Mufti da Arábia Saudita – país aliado com o Ocidente no cenário da política mundial – declarou que “é necessário destruir todas as igrejas da região”. Como informado à Fides, falando a uma delegação do Kuwait presente na Arábia, Abdul Aziz bin Abdullah ressaltou que a eliminação das igrejas estaria em sintonia com a regra secular que estabelece o islã como única religião praticável na península arábica. O Grão Mufti da Arábia Saudita é o mais alto expoente religioso no reino muçulmano sunita. É também o líder do “Conselho supremo dos ulemas” (estudiosos islâmicos) do Comitê permanente para a emissão de fatwa (decretos religiosos).
A declaração do mufti foi feita depois que um parlamentar kuaitiano, Osama Al-Munawer, anunciou no mês passado, na rede social “Twitter”, a intenção de apresentar um projeto de lei para a construção de novas igrejas e lugares de culto não islâmicos no Kuwait.
Recentemente, por ocasião da consagração de uma Igreja católica nos Emirados Árabes, os cristãos locais auspiciaram “a abertura de negociações para construir uma Igreja na Arábia Saudita”, visto que no Reino Saudita, segundo estimativas, vivem de 3 a 4 milhões de cristãos, trabalhadores imigrantes que desejam ter uma Igreja. Em junho de 2013, o Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos povos, consagrou a nova Igreja de Santo Antônio nos Emirados Árabes Unidos, nas proximidades de Dubai (veja Fides 14/6/2013), e uma nova Igreja dedicada a São Paulo está sendo erguida em Abu Dhabi. No início de 2013, o Rei de Bahrein doou à comunidade cristã um terreno para a construção de uma nova Igreja, a Catedral de Nossa Senhora da Arábia. (veja Fides 13/2/2013). (PA) (Agência Fides 28/9/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network