http://www.fides.org

News

2013-05-31

AMÉRICA/EL SALVADOR - 1.604 mortos nas violências dos últimos quatro anos

São Salvador (Agência Fides) – Massacres de menores, crianças desaparecidas ou sequestradas por gangues criminosas, o uso de menores em extorsões e o recrutamento destas pobres vítimas por grupos armados são apontados em um recente estudo realizado pela Procuradoria para a Defesa dos Direitos Humanos (PDDH) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Nos últimos 4 anos, consta no relatório, morreram 1.604 menores de 17 anos e somente no ano passado, foram assassinados 12 bebês. A violência social no país continua a aumentar, de modo especial, contra crianças. Não obstante a redução de 48% dos homicídios de menores entre 2011 e 2012, o índice de assassinatos de adolescentes continua muito alto. 234 dos 265 mortos registrados no ano passado tinham de 14 a 17 anos. Segundo o PDDH, o índice de homicídios foi de 41 para 100 mil habitantes em 2012 e aumenta até 70 para 100 mil quando se considera os adolescentes. Ainda no estudo do PDDH consta a denúncia do Conselho Nacional para a Infância e a Adolescência (Conna) de pelo menos 5.564 casos de maus-tratos, abusos e exploração sexual, tráfico e violações dos direitos de saúde e do ensino contra menores de 18 anos em 2012. Segundo dados do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, 2011 foi o ano mais violento, com 507 crianças mortas. A tendência se reduz quase à metade em 2012, com 265 casos. El Salvador é um dos países mais violentos contra a infância e a adolescência. Todavia, ser criança ou adolescente neste país implica o risco de perder a vida ou, no melhor dos casos, sofrer alguma forma de violência. (AP) (31/5/2013 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network