http://www.fides.org

News

2013-05-29

ÁSIA/INDONÉSIA - A política: "Yudhoyono acabe com a intolerância religiosa"

Jacarta (Agência Fides) - O Conselheiro Presidencial para os Direitos Humanos, Albert Hasibuan, pediu ao presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, para ser mais decisivo com seus subordinados, incluindo os líderes locais e regionais, "na resolução da discriminação e dos casos de perseguição das minorias religiosas". Segundo a Agência Fides, a tomada de posição oficial do conselheiro, alguém muito próximo ao Presidente, vem após a polêmica desencadeada no país sobre o tema da intolerância e responsabilidades do presidente.
Yudhoyono foi chamado aos Estados Unidos para receber o prestigioso prêmio pela tolerância religiosa, atribuído pela “Appeal of Conscience Foundation” (ACF). Ao lado de numerosos pronunciamentos de comentadores, intelectuais e políticos, nos últimos dias o jesuíta pe. Franz Magnis-Suseno SJ, um dos maiores estudiosos de diálogo inter-religioso na Indonésia, escreveu uma carta aberta à Fundação, protestando vigorosamente e assinalando que Yudhoyono é um dos responsáveis pelo clima de intolerância que existe no país (veja Fides 23/5/2013).
Como informado à Fides, Albert Hasibuan apresentou recentemente um relatório ao presidente sobre o crescente número de casos de intolerância. O relatório afirma que os agentes da polícia e os líderes regionais não agiram seriamente para resolver os episódios. Segundo o Conselheiro, “as ordens do presidente foram ignoradas. Acredito que o presidente deveria agir com mais decisão, senão estes casos vão continuar, o que seria perigoso para a nação”.
Dentre os casos assinalados no relatório: centenas de xiitas desalojados em Sampang (leste de Java), abrigados em um ginásio esportivo depois de sofrer violentos ataques; o fechamento da igreja e intimidações à comunidade cristã Bekasi, na área metropolitana de Jacarta, o fechamento forçado da Yasmin Church pela prefeitura de Bogor, contrariando uma sentença da Corte Suprema; o recente ataque a uma aldeia da comunidade ahmadi em Tasikmalaya, leste de Java. (PA) (Agência Fides 29/5/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network