http://www.fides.org

Especial

2004-12-07

ÁSIA/ÍNDIA - Os 150 anos do dogma da Imaculada Conceição - «Maria, modelo para os cristãos na Índia»: do Santuário de Our Lady of Health, em Vailankanni (Índia)

Vailankanni (Agência Fides) - O Santuário de Nossa Senhora da Saúde, em Vailankanni, no estado de Tamil Nadu, no sul da Índia, é um dos maiores santuários marianos da Ásia, na costa do golfo de Bengala. Aqui, no século 16, Nossa Senhora aparece a um jovem hindu. Conhecido pelos milagres que a Virgem dispensa neste lugar, o santuário, definido como «a Lourdes do Oriente», acolhe mais de 1,5 milhão de peregrinos por ano, dentre os quais muitos não cristãos. Para a festa da Imaculada Conceição, no santuário se celebram missas, liturgias e confissões em língua inglesa e hindi, além de outras línguas indianas, como tamil, marath, malayalam, telugu, kannada.
«A Índia é uma terra na qual se encontra unidade, mesmo permanecendo imersa em uma grande diversidade. Esta característica é acentuada pelo seu pluralismo religioso e pela multiculturalismo. A Índia enfrenta hoje os desafios da ameaça do terrorismo, do etnicismo e do fundamentalismo, da chocante disparidade econômica do sistema das castas e das discriminações. A politização da religião e a regionalização da política ameaçam a estabilidade e a democracia no país.
Justamente neste contexto, Maria é um modelo para os cristãos na Índia. Como disse o Papa Paulo VI, “a Virgem Maria foi sempre proposta aos fiéis da Igreja como exemplo a seguir (...) Ela é indicada como exemplo pelo modo como, na sua vida particular, aceitou plenamente e de maneira responsável a vontade de Deus (...) pela caridade e o espírito de serviço que conduziram suas ações (...). Tudo isto tem valor de exemplo permanente e universal” (Marialis Cultus, 35). Maria é modelo pela sua perfeita resposta à Palavra de Deus, pela solidariedade com todos os necessitados, pela oração e na contemplação, pelo amor e pelo serviço.
Hoje, Maria é empenhada em promover a paz e a harmonia no mundo, e por isso se mostra a tantas pessoas em tantas partes do mundo. Onde tem uma necessidade, uma crise ou uma calamidade e destruição, ali chega Maria. Ela oferece ajuda aos povos, independentemente de sua nação, cultura, língua. Ela se adapta às situações locais, como fez em Guadalupe, no México, mostrando-se com aparência indígena.
Ela escolhe, como Deus fez com ela, pessoas comuns e simples para comunicar a sua mensagem: as crianças em Fátima, um homem pobre no México, um jovem em Vailnakanni na Índia.
Maria quer que levemos paz e harmonia ao mundo. Ela nos mostrou como sermos verdadeiros discípulos de Jesus. Na aurora do terceiro milênio, João Paulo II nos recomenda a contemplação da face de Cristo com Maria, como afirma na Ecclesia de Eucharistia. Ela é discípula de Cristo, que nos convida a levar a libertação aos oprimidos e a amar todos os que se encontram necessitados. Imitemos Maria, que é um modelo perfeito para os cristãos na Índia e em todo o mundo».
Padre Xavier, Reitor do Santuário Basílica de Nossa Senhora da Saúde, em Vailankanni
(Agência Fides), 7/12/2004)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network