http://www.fides.org

News

2013-05-07

AMÉRICA/HONDURAS - "Chega de armas", diz a Igreja no país com o maior índice de homicídios do mundo

San Pedro Sula (Agência Fides) - "Existem pessoas loucas que querem impor o caos no país e não respeitam as leis", denunciou Dom Rómulo Emiliani, Bispo auxiliar de San Pedro Sula (Honduras), comentando sobre o fato de pelas ruas de Honduras existirem pessoas que giram impunemente armadas.
O Bispo lamenta que o assassinato continua sendo o trabalho mais comum, enquanto todos os dias há pessoas que morrem de uma morte violenta. "Na minha opinião, se deveria fazer um teste psicológico a todas as pessoas que compram armas", acrescentou Dom Emiliani. Segundo uma nota enviada à Fides, em Honduras circulam meio milhão de rifles. Existem pessoas que giram pelas ruas com uma AK-47 debaixo do braço.
Para protestar contra esta situação, no domingo 5 de maio, foi realizada a "Marcha pela Paz" na capital, que contou com a participação de centenas de pessoas, pertencentes a diferentes grupos e instituições. O grupo mais representativo na marcha foi o dos estudantes da Universidade Nacional Autônoma de Honduras e da Igreja Católica que manifestaram a favor da coexistência pacífica no país mais violento do mundo. Na verdade, o último relatório público sobre violência registra 85 homicídios para cada 100 mil habitantes. (CE) (Agência Fides, 07/05/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network