http://www.fides.org

News

2013-04-17

ÁSIA/ÍNDIA - Na Caxemira, cristãos são acusados falsamente de "converterem crianças"

Srinagar (Agência Fides) - A polícia em Srinagar, capital da Caxemira indiana, rejeitou como "falsa e enganosa" uma denúncia apresentada por alguns mulás (líderes islâmicos) que acusaram os cristãos de "conversão de crianças." Segundo fontes de Fides, a denúncia afirmava que os estrangeiros chegaram à "Casa Ágape", centro social e educacional administrado por fiéis cristãos indianos em Srinagar, "que procuravam converter as crianças muçulmanas ao cristianismo." A polícia local, depois de ter levado a cabo a investigação, rejeitou a denúncia dos mulás. Fontes de Fides observam que os pais e parentes, todos muçulmanos, das crianças que frequentam o centro, manifestaram forte apoio aos cristãos, elogiando o seu trabalho no campo da educação e negando toda acusação.
Nos meses precedentes alguns mulás pegaram algumas crianças que frequentavam a "Casa Ágape" para uni-las à "madrassa" (escola corânica), mesmo se os pais não concordaram. Os fiéis cristãos que administram a "Casa Ágape", parte da "Missão Ágape", lançada em 2006 por uma comunidade de cristãos de várias denominações - também foram ameaçados e amedrontados com incursões noturnas. Alguns extremistas tentaram incendiar a casa e foram detidos pela polícia.
No passado, a mesma acusação de "proselitismo das crianças" tinha sido feita contra C.M Khanna, pastor protestante da "All Saints Church" de Srinagar. O pastor foi preso e um tribunal islâmico, depois de um julgamento sumário, considerou-o culpado (veja Fides 13/01/2012). O Superior Tribunal da Caxemira anulou as acusações, libertando-o (veja Fides 13/2/2012). A região da Caxemira é 99% muçulmana. Algumas organizações islâmicas locais gostariam que se tornasse um estado islâmico independente, regido pela charia. (PA) (Agência Fides 17/4/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network