http://www.fides.org

Especial

2004-12-04

Leis e Família: um Debate aberto na Sociedade Contemporânea (Primeira parte)

“A família, fundada no matrimônio, é uma instituição natural e insubstituível, e elemento fundamental do bem comum de toda sociedade. Aquele que destrói este tecido fundamental da convivência humana, desrespeitando sua identidade e alterando suas funções, fere profundamente a sociedade e provoca danos por vezes irreparáveis”. (João Paulo II, 20 de novembro de 2004)
Há tempos verifica-se no mundo um ataque contínuo e lacerante, em diversos níveis, à instituição familiar, com a intenção de impor modelos e estilos de vida em nítido contraste com sua natureza. Tal ataque se dá através da aprovação de leis que colocam em discussão, ou por vezes negam, o valor da realidade familiar. A família é a primeira célula da sociedade e da Igreja: negar seu valor social, desnaturar sua essência e subverter suas leis significa aplicar um verdadeiro golpe à instituição natural da família. Esse é um tema que se refere a todos que desejam ter um futuro, fiéis ou não. O Papa João Paulo II disse que o futuro da humanidade passa através da família: se não existe família, não há futuro para o ser humano. Como pode um legislador subverter o conceito natural de família sem considerar os princípios éticos sociais básicos da democracia contemporânea? Pode o legislador estabelecer uma ética diversa da natural?
Visto que tais problemáticas tocam todo o planeta e que o mundo católico as enfrenta em diversos níveis, a Agência Fides começa a publicar os documentos oficiais mais recentes de Conferências Episcopais, Movimentos, Associações e do mundo acadêmico e científico, sobre este tema, contribuindo para a construção um debate aberto, mas firme em seus princípios fundamentais.
Iniciamos com a Conferência Episcopal Espanhola, e prosseguiremos através de todas as nações, a fim de que não venha a menos a atenção sobre argumentos tão importantes para as gerações de hoje e de amanhã.

"EM FAVOR DO VERDADEIRO MATRIMÔNIO" - Nota do Comitê Executivo da Conferência Episcopal Espanhola. Madri, 15 de julho de 2004

COMUNICADOS À IMPRENSA DA CONFERÊNCIA EPISCOPAL ESPANHOLA:
- após a aprovação do Projeto de lei que modifica o Código Civil no campo da separação e do divórcio. 17 de setembro de 2004
- após a aprovação do Projeto de lei que equipara as uniões homossexuais ao matrimônio. 1º de outubro de 2004
- após a aprovação do Decreto de lei que aplica a lei sobre a reprodução assistida. 29 de outubro de 2004

COMUNICADO À IMPRENSA DOS BISPOS DA CATALUNHA
- sobre as adoções por parte de casais homossexuais. Tarragona - 17 de novembro de 2004

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network