ÁSIA/PAQUISTÃO - Missionária cristã ferida: suspeitos os talibãs de Punjab

Sexta, 7 Dezembro 2012

Lahore (Agência Fides) - "Está inconsciente e se encontra no Hospital "Jinnha" de Lahore Birgitta Almeby, missionária cristã de 72 anos, vítima de um atentado em 3 de dezembro, em Lahore (veja Fides 4/12/012). O Pastor Liaqat Qaiser, porta-voz da "Full Gospel Assemblies of Pakistan" (FGA Church), a mais antiga Igreja Pentecostal presente no Paquistão, cuja mulher pertencia, disse à Fides: "Ela tinha uma bala no pulmão. Está em condições críticas, como dizem os doutores, e ainda inconsciente. Todos os dias vou visitá-la, e com outros fiéis, rezamos por ela em seu quarto de hospital. Esperamos que se recupere logo. Está nas mãos de Deus". Sobre os motivos do atentado, o Pastor afirma: "Não sabemos quem são os agressores. Não havia tensão e não houve ameaças. A polícia está investigando e esperarmos respostas dela. Convidamos todos os cristãos do mundo a rezar por Birgitta e pelos cristãos no Paquistão. Rezamos pelos terroristas para que eles se arrependerem e entendam que estão brincando com a vida humana, que é a coisa mais preciosa do mundo". Conforme relatado à Fides, segundo alguns observadores locais, a polícia esta concentrando as investigações nos grupos chamados "talibãs do Punjab". O atentado poderia ser uma retaliação porque ela ficou do lado do Bispo Pervaiz Joseph e com o Pastor Baber George, ambos da FGA Church, acusados de blasfêmia (veja Fides 15/11/2011). Os dois tinham levantado o problema do mau uso da lei da blasfêmia numa reunião alguns líderes religiosos. Depois das ameaças recebidas, tiveram de se transferir para um lugar mais seguro com suas famílias. Pe. Bonnie Mendes, sacerdote de Faisalabad, colaborador da Caritas Internationalis e do Pontifício Conselho da Justiça da e Paz, explica à Fides: "Não temos certeza de quem está por trás deste ataque. Sabemos, porém, que o Punjab tornou-se a base para algumas organizações talibãs do Paquistão que cometem atos terroristas como este. Os talibãs não estão mais sozinhos nas áreas tribais do Paquistão (FATA). Ali adestram os militantes que depois agem em todo o território. Frequentemente tomam como alvo pessoas que têm um impacto social na comunidade, para desencorajar as Igrejas e ONGs a se engajar no trabalho social. Por outro lado, os grupos talibãs buscam visibilidade internacional e, portanto, projetam atos como atentado contra a missionária, estrangeira e cristã". Deve ser lembrado – observa Pe. Mendes – que sempre em 3 de dezembro, foram perpetrados atos que profanaram um cemitério Ahmadi (seita islâmica) em Model Town, a mesma área de Lahore onde ocorreu a tentativa de assassinato de Birgitta. E a aversão dos grupos talibãs contra os Ahmadis é conhecida. Dentre as formações da galáxia talibã ativas no Punjab - suspeitas também do assassinato do ministro católico Shahbaz Bhatti, há um ano – estão "Jamaat-e-Islami Pakistan", "Lashkar-e-Taiba", "Lashkar-e-Jhangvi","Sipah-e-Sahaba Pakistan","Jaish-e-Muhammad", "Jamaatul Furqan", "Harkatul Mujahideen","Harkatul Jehadul Islami". (PA) (Agência Fides 7/12/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network