ÁSIA/PAQUISTÃO - Encerrado o caso do jovem muçulmano acusado de blasfêmia e morto na prisão

Terça, 4 Dezembro 2012

Lahore (Agência Fides) – Foi sepultado ontem na pequena cidade de Nankana Sahib o jovem Nadeem Yousuf, 22 anos, muçulmano morto por razões ainda desconhecidas enquanto estava sob custódia da polícia, acusado de blasfêmia (veja Fides 3/12/2012). Muhammad Yousuf, pai de Nadeem, embora afirme com certeza que o filho não cometeu alguma blasfêmia, decidiu não apresentar denúncia e não levar o caso ao tribunal.
O advogado Mushtaq Gill, que acompanhou o caso em contato direto com a família da vítima, confirmou à Fides que o jovem era muçulmano, de família muçulmana, e que não era cristão, como informaram as agências de notícias e a mídia paquistanesa. Ontem, realizaram-se em Nankana Sahib os funerais da vítima segundo o rito islâmico, e a sepultura. Segundo informações recebidas pela Fides, o jovem, que tinha deficiências mentais e era toxicômano, foi acusado de queimar páginas do Alcorão, mas tais acusações foram provavelmente falsificadas e a polícia estava indagando.
O advogado Gill comentou à Fides: “A falsa acusação contra o jovem muçulmano Nadeem é uma nova demonstração de que a lei sobre a blasfêmia atinge todos os cidadãos paquistaneses, de todas as religiões. Segundo dados confirmados, a maior parte das vítimas são muçulmanos”. (PA) (Agência Fides 4/12/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network