ÁSIA/ÍNDIA - No Ano da Fé, missão na África "em tempo real" graças à internet

Segunda, 19 Novembro 2012

Mangalore (Agência Fides) - O Ano da Fé também será um ano de missão, porque "a missão e o anúncio são o termômetro da fé" com este espírito a Diocese de Mangalore, no estado indiano de Karnataka, enviou em missão na África dois novos sacerdotes, chamados a partilhar o dom da fé num país com problemas graves, como a Tanzânia. E esta missão, como refere à Agência Fides uma nota da Diocese de Mangalore, será constantemente monitorada através de um site: desta forma, os dois missionários permanecerão em contato e partilharão suas experiências em tempo real com a sua diocese de origem.
Em 14 de novembro, Pe. Alwyn D'Souza, ex-Diretor Nacional da Pastoral Juvenil, e Pe. Ronald Pinto, que foi coadjutor na paróquia de Madanthyar, recebeu o mandato missionário solene para a nova aventura missionário e partiram, chegando um dia depois à Diocese de Same, na Tanzânia. A Diocese de Mangalore escolheu como território de "missão ad gentes" a África por ocasião do centenário de sua criação. Dom Aloysius Paul D'Souza, Bispo de Mangalore, disse: "Considerando a escassez de sacerdotes naquela área, o Bispo de Same nos pediu ajuda. Os nossos sacerdotes partem como verdadeiros apóstolos de Cristo, a lugares e pessoas desconhecidas e sem conhecer a língua local. É Cristo que os inspirou e os guiará neste novo caminho, feito de fé e anúncio". O Bispo disse à Fides que, simultaneamente, foi lançado o site www.mangaloreafricamission.org que fornecerá informações sobre o desenvolvimento da missão africana na Diocese de Mangalore. O site, concluiu a nota, torna-se um instrumento para alimentar a comunhão entre os fiéis de diferentes continentes.
Na Diocese de Same está aberta, desde 2004, uma missão das Irmãs Franciscanas Ursulinas de Mangalore, que agora têm 30 religiosas, sete conventos, três casas e um centro de formação em três dioceses da Tanzânia. Até mesmo os padres Carmelitas de Karnataka há 30 anos trabalhando com missões rurais e educação na Tanzânia e África do Sul, atualmente possuem 27 sacerdotes na Tanzânia. A Diocese de Same, no nordeste da Tanzânia, conta 30 mil católicos a cada 3 milhões de habitantes. (PA) (Agência Fides 19/11/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network