ÁFRICA/ RD CONGO - Quase todas as ONGs e o Cônsul francês deixaram Goma: situação incerta na capital do Kivu do Norte

Segunda, 19 Novembro 2012

Kinshasa (Agência Fides) – “Quase todas as ONGs deixaram Goma e se encontram em Gisenyi, cidade de Ruanda na fronteira com a capital congolesa de Kivu do Norte. Também o Cônsul francês em Goma deixou a cidade e está em um hotel de Gisenyi” – diz por telefone, de Ruanda, Danilo Giannese, agente humanitário italiano que atua na Região dos Grandes Lagos.
“Os testemunhos que ouvi apontam que ontem, 18 de novembro, os rebeldes do M23 entraram em Goma com relativa facilidade e assumiram o controle do aeroporto. Se o M23 conseguiu entrar em Goma com tanta facilidade, em outras áreas combateu-se duramente, tanto é que de Gisenyi se ouviam os tiros de canhão” – diz Giannese. Segundo fontes da Agência, os rebeldes teriam parado a 5 km da cidade.
O governador da província de Kivu do Norte convidou a população à calma, afirmando que Goma está controlada pelo exército e pelas forças da ONU. Os rebeldes do M23 adiantaram que pedirão ao governo o anúncio “da abertura de negociações políticas diretas” e a “desmilitarização da cidade e do aeroporto de Goma” em 24 horas, caso contrário prosseguirão seu ataque até Kinshasa, capital da República Democrática do Congo. (L.M.) (Agência Fides 19/11/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network