VATICANO - "A formação cultural e teológica é em vista e em função do anúncio e do serviço às jovens Igrejas": o Card. Filoni abre o Ano acadêmico da Urbaniana

Segunda, 12 Novembro 2012

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Com a solene Concelebração Eucarística "De Spiritu Sancto" presidida esta manhã pelo Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos e Grão-Chanceler da Pontifícia Universidade Urbaniana, foi inaugurado o Ano Acadêmico 2012-2013. "Nós todos sabemos bem – disse o Card. Filoni na sua homilia – que a existência e as atividades da Congregação para a Evangelização dos Povos são direcionadas ao anúncio do Evangelho, ao apoio das Igrejas particulares nos territórios chamados de missão e à formação dos evangelizadores e do pessoal das próprias Igrejas particulares. Também esta Universidade tem a sua razão de ser na preparação teológico-cultural do pessoal destinado às Igrejas jovens ou em via de formação".
A reflexão do Cardeal tocou, portanto, três aspectos: a preparação cultural como preparação para a história da salvação em Jesus para todos os povos; a nossa missão enquanto sacerdotes, religiosos, religiosas e leigos a serviço de Deus e da Igreja; e o Ano da Fé. Quanto ao primeiro ponto, o Prefeito do Dicastério Missionário destacou a necessidade de que “a Igreja prepare os mensageiros da salvação, tendo necessariamente presentes dois polos, que fazem parte da mesma lógica: a Palavra Encarnada de Deus em Cristo, e a História da humanidade, que o Concílio Vaticano II quis englobar na categoria bíblico-evangélica dos “sinais dos tempos”.” A seguir, o Cardeal afirmou: "É necessário fazer síntese entre «cultura, história e fé», porque a mensagem de salvação só mostra a sua «eficácia universal» atuando em profundidade, e não somente em nível epidérmico, no local cultural no qual o homem concreta e historicamente vive".
Falando depois da formação, o Card. Filoni destacou que "a formação cultural e teológica é em vista e em função do anúncio e do serviço às jovens Igrejas. Como ministros ordenados, como religiosos, religiosas e como leigos estamos por vocação diretamente engajados na evangelização. Somos chamados a colocar-nos na linha da missão messiânica de Cristo, num mundo multiétnico, multicultural e multirreligioso".
Por fim, o Ano da Fé é ocasião propícia, também para a comunidade universitária, para “uma reapropriação da fé em Cristo Jesus". O Card. Prefeito concluiu: "Somente se o objeto do nosso estudo é Cristo e a sua revelação, podemos estar prontos para a tarefa de evangelizar e de servir. Somente se amamos a evangelização podemos estar prontos para evangelizar… O missionário ou o evangelizador, como se queira, na realidade nasce da fé, vive para a fé, sofre e morre para a fé".
Após a Concelebração Eucarística na Capela do Colégio Urbano houve, na Sala Magna da Universidade, o Ato Acadêmico com as palavras do Reitor Magnífico, e a palestra do prof. Giovanni Ancona sobre "A fé cristã. Elementos fundamentais de identidade" e a premiação dos estudantes. (SL) (Agência Fides 12/11/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network