AMÉRICA/COLÔMBIA - "É preciso esclarecer a situação dos sequestrados", destaca Dom Giraldo, confiante no diálogo pela paz

Sábado, 20 Outubro 2012

Medellin (Agência Fides) – A Igreja Católica colombiana acolheu com grande esperança o início das negociações de paz entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), advertindo todavia para o fato de que, para ter sucesso, a negociação deve trazer à tona toda a verdade. Segundo as informações enviadas à Agência Fides, o Arcebispo emérito de Medellín, Dom Alberto Giraldo Jaramillo, falando para a imprensa local destacou que nos colóquios devem ser esclarecidas muitas coisas ocorridas durante o conflito armado interno, inclusive o paradeiro dos civis e dos soldados que ainda estão sequestrados. "Devemos trazer à luz a verdade de qualquer maneira, colocar a verdade sobre a mesa, sobretudo no que diz respeito aos sequestros", disse o Arcebispo, que depois acrescentou: "Sem a verdade, será difícil a reconciliação que todos se esperam no nosso país".
Dom Giraldo manifestou confiança neste novo esforço para a paz, que formalmente teve início em Oslo, na Noruega (veja Fides 18/10/2012) e prosseguirá em Cuba, com o acompanhamento de Venezuela e Chile. O Governo do Presidente Santos e as FARC decidiram em Oslo transferir a discussão para 15 de novembro em Cuba, tratando como primeiro ponto o desenvolvimento da agricultura. As duas partes nomearão porta-vozes que deverão se encontrar 10 dias antes em Havana (Cuba) per continuar os trabalhos preparatórios necessários, segundo um comunicado divulgado em 18 de outubro na capital norueguesa. (CE) (Agência Fides, 20/10/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network