ÁSIA/CHINA - A comunidade católica chinesa no caminho do Ano da Fé

Sábado, 20 Outubro 2012

Pequim (Agência Fides) – A comunidade católica chinesa, em comunhão com a Igreja universal, está iniciando a percorrer o caminho do Ano da Fé convocado pelo Papa Bento XVI com inúmeras iniciativas que estão sendo divulgadas nesses dias. Segundo as informações enviadas à Agência Fides, a diocese de Lan Zhou, da província de Gan Su, formou a Associação caritativa do Espírito Santo por ocasião do Ano da Fé. Mais de 800 fiéis participaram da solene abertura do Ano da Fé presidida por Dom Han Zhi Hai, Bispo da Diocese, que se realizou em 14 de outubro, e do nascimento da Associação. Depois de uma procissão solene, o Bispo explicou o significado do Ano da Fé, e destacou o Catecismo da Igreja Católica, a vida dos fiéis segundo a Palavra de Deus e a missão de evangelização confiada aos cristãos.
A diocese de Chang Zhi da província de Shan Xi já concluiu o primeiro curso de formação para os agentes de evangelização e o Seminário sobre o Ano da Fé, que se realizou de 15 a 17 de outubro, depois da abertura diocesana de 11 de outubro. Durante o rito de abertura, o Bispo diocesano, Dom Jin Dao Yuan, destacou a importância do aprofundamento da fé hoje, num momento em que as pessoas estão sempre mais distantes da Igreja: os fiéis devem tomar “a fé como base, a esperança como força, a caridade como ação". No encerramento do curso, centenas de catequistas renovaram diante de Dom Jin o empenho de testemunho da fé. A diocese de Liao Ning abriu o Ano da Fé em 14 de outubro, com a leitura da Carta pastoral para o Ano da Fé redigida pelo Bispo, Dom Pei Jun Min, que presidiu também a cerimônia de abertura, durante a qual exortou os fiéis a recitarem, refletirem e aprofundarem o Credo, síntese das verdades da fé.
A comunidade de Ren Qui da diocese de Xian Xian abriu o Ano da Fé com uma celebração da qual participaram mais de mil leigos, entre representantes de todos os vilarejos, catequistas, membros de associações, jovens e congregações religiosas. O sacerdote celebrante sugeriu a todos que vivam o Ano da Fé com os Sacramentos, a adoração e a Palavra de Deus, que "são instrumentos que jamais se esgotam para consolidar a fé". (NZ) (Agência Fides 2012/10/20)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network