VATICANO - O mundo missionário na abertura do Concílio: os territórios confiados a "Propaganda Fide"

Quarta, 10 Outubro 2012

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Das notícias da Agência Fides de 17 de outubro de 1962, resulta que na abertura do Concílio Ecumênico Vaticano II (portanto em 11 de outubro de 1962), dependiam da então "Sagrada Congregação de Propaganda Fide" um total de 751 circunscrições eclesiásticas (Arquidioceses, Dioceses, Abadias territoriais, Vicariatos apostólicos, Prefeituras apostólicas, Missões sui juris) assim divididas: 257 na África, 81 na América, 334 na Ásia, 19 na Europa, 60 na Oceania. Hoje, em 10 de outubro de 2012, são confiadas à Congregação para a Evangelização dos Povos 1.103 circunscrições eclesiásticas assim divididas: 502 na África, 79 na América, 476 na Ásia, 46 na Oceania.
A Agência Fides dedicou a edição de 4 de agosto de 1962 à panorâmica sobre "O Ano Missionário 1961-1962", da qual extraímos algumas informações relativas à Igreja na África e na Ásia.
"ÁFRICA – A situação política da África mudou muito nos últimos dois anos; muitas ex-colônias ou territórios sob mandato se tornaram países independentes. Não obstante a transferência dos poderes tenha ocorrido na maioria das vezes na calma, as mudanças tiveram suas repercussões nas missões, e onde se verificaram desordens, houve danos. Diminuíram as chegadas de novos missionários, enquanto o pessoal que permaneceu no local está agora sobrecarregado de trabalho. Em 30 de junho de 1961 os católicos dos territórios da África confiados à S.C. de Propaganda Fide eram cerca de 22 milhões em relação aos 17.740.000 de 1959. No mesmo período de tempo, os sacerdotes que trabalham nos mesmos territórios passavam de 12.000 a 12.500, os irmãos de 4.680 a 4.800, as religiosas de 21.400 a 22.000. Isso quer dizer que a urgência de sacerdotes, irmãos e freiras, tanto estrangeiros como autóctones, aumenta a cada dia, não somente para levar a luz do Evangelho aos milhões de homens que ainda não a receberam, mas também para aprofundar a vida cristã dos católicos... Os leigos missionários deixaram de ser pouco numerosos, a ponto de não se mencionar a chegada de cada um deles à África, continente em que seu número está em contínuo aumento... Em numerosos países da África, católicos autóctones entraram nas fileiras do apostolado dos leigos, se tornando membros da Juventude Católica da Legio Mariae, etc.
ÁSIA - Em 30 de junho de 1961, os católicos dos territórios da Ásia dependentes da S.C. de Propaganda Fide, com exceção das regiões sob domínio comunista, eram 10.575.000 no lugar dos 9.700.000 de 1959. No mesmo período de tempo os sacerdotes autóctones passaram de 6.500 a 6.900, enquanto o número total de sacerdotes passou de 11.800 a 12.500, e o dos irmãos de 4.160 a 4.400 e o das freiras de 31.340 a 34.860. O mais importante acontecimento que se verificou na Ásia foi a ereção da hierarquia na Coreia." (SL) (Agência Fides 10/10/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network