AMÉRICA/GUATEMALA - Mortos e feridos nos confrontos entre indígenas e polícia

Terça, 9 Outubro 2012

Cidade da Guatemala (Agência Fides) – O Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos (OHCHAR) lançou o alarme pelo assassinato de seis indígenas na Guatemala, após confrontos ocorridos entre as comunidades de Totonicapán, a polícia e o exército. Nesses confrontos ficaram feridos pelo menos 40 civis e sete membros do exército, foram destruídos um caminhão militar e outro comercial, como se lê numa nota divulgada pelo OHCHAR. Os confrontos foram desencadeados por diversos postos de bloqueio feitos pelos camponeses indígenas para protestar contra o aumento das tarifas elétricas e o fornecimento de serviços de base. Obviamente, as versões são diferentes: há quem acusa a população de ter provocado os soldados, e quem acusa o exército de intervir com armas de fogo. As fontes locais declaram que não é possível acusar ninguém pelas mortes, já que as investigações ainda estão em andamento e há muita confusão sobre o ocorrido. No entanto, o Governo da Guatemala negou qualquer responsabilidade. Diversas organizações sociais, guiadas pelo prêmio Nobel da Paz 1992, a líder indígena Rigoberta Menchú, condenaram os episódios de violência e pediram investigações independentes para levar diante da Justiça os responsáveis pelos atos. (AP) (9/10/2012 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network