http://www.fides.org

Asia

2012-09-19

ÁSIA/TURQUIA - O governo turco financia o restauro da igreja rupestre de S. Pedro em Antioquia

Antioquia (Agência Fides) – Domingo, 16 de setembro, na presença do ministro turco da Justiça, Sadullah Ergin, teve início o restauro da igreja rupestre de São Pedro em Antioquia. É o que confirma à Agência Fides o franciscano capuchinho Fr. Domenico Bertogli, pároco da igreja católica de rito latino local, editor do jornal intitulado «Crônica de Antioquia». O trabalho, financiado por instituições públicas turcas, durará cerca de um ano, segundo um projeto aprovado pela direção regional dos monumentos históricos da província de Adana. A parte mais complicada da obra de restauração consistirá em garantir a segurança da igreja e de toda a área. O monte Silpius, cujo ao lado se abre o que é conhecido como a Gruta de S. Pedro, é uma montanha que está desmoronando. Cresce o perigo de acidentes. Por isso, toda a gruta será ‘engaiolada’ com traves de aço, será limpa internamente e serão realizada também medidas de proteção para os mosaicos. Na área sob a Gruta, está prevista a realização de um estacionamento com bar e algumas lojas de souvenir para turistas e peregrinos.
Desde 1967, por desejo do Papa Paulo VI, é possível obter a indulgência plenária visitando em peregrinação a gruta santa, único resquício histórico que permaneceu da antiga Antioquia cristã, a "Rainha do Oriente que competia com Roma", Alexandria, Jerusalém e Constantinopla no tempo da Pentarquia. A igreja rupestre mantém ainda a fisionomia que os cruzadas lhe deram, quando conquistaram Antioquia em 1098. Mas já os bizantinos tinham transformado em capela o local onde se encontravam os primeiros cristãos nos períodos de perseguição, na cidade onde pela primeira vez os discípulos de Jesus foram chamados cristãos e onde foi Bispo S. Pedro, antes de vir a Roma.
O estado de abandono da Gruta de Pedro, que piorou ainda mais depois de precários restauros precedentes, foi sinalizado nos últimos anos pelas comunidades cristãs da cidade. Em tempos recentes, aumentaram no entanto as peregrinações e inclusive as Missas e as celebrações ecumênicas, celebradas na úmida e precária igreja rupestre. Patriarcas e Bispos estão sempre presentes nas celebrações que se realizam por ocasião da solenidade dos Santos Pedro e Paulo. Padre Bertogli desmente as vozes que circularam na imprensa turca segundo as quais em tempos recentes teriam aumentado as dificuldades burocráticas para aceder à gruta por parte de peregrinos: "Agora, a área será fechada para os restauros. Mas até agora bastava simplesmente advertir a polícia e as instituições antecipadamente que se pretendia visitar a Gruta e celebrar ali a Missa. Para o Estado turco, ela é simplesmente uma sucursal do museu de Antioquia. Normalmente, para aceder a ela, é preciso pagar a entrada. Seria interessante que no futuro se levasse sempre mais em consideração que aquele lugar é uma importante memória cristã, reservando-o ao culto para as comunidades cristãs". (GV) (Agência Fides 19/9/2012).

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network