ÁFRICA/EGITO - Entre temores de novos incidentes depois da oração de sexta-feira e a atenção do mundo árabe pelo Papa no Líbano

Sexta, 14 Setembro 2012

Cairo (Agência Fides) - "Aguardamos o final da oração de sexta-feira para ver se terão novos incidentes que, no entanto, um pouco esperamos", disse à Agência Fides Pe. Rafic Greiche, responsável pela comunicação para a Igreja Católica no Egito. "De fato, vários grupos já anunciaram que, depois da oração, manifestarão novamente em frente à Embaixada estadunidense no Cairo contra o filme que ofende o profeta Maomé. Dentre outras coisas, uma das mais importantes mesquitas do Cairo está localizada na Praça Tahrir, que é próxima da embaixada", explica Pe. Greiche. "Também tenha em mente que esta é uma ocasião para os pregadores de mostrar suas capacidades de oratória", acrescenta o sacerdote, deixando entender que é difícil esperar sermões conciliadores.
"Nos telefones celulares foram enviadas mensagens convidando os cristãos a irem hoje a protestar pacificamente em frente à Catedral copta. As mensagens foram enviadas por grupos mistos de coptas e muçulmanos", acrescenta o sacerdote.
Sobre o interesse no Egito pela visita do Papa Bento XVI ao Líbano, que começa hoje, Pe. Greiche enfatiza: "Os católicos egípcios estão sintonizados na Telenour (Tele Lumière), emissora católica do Líbano, para assistir ao vivo a chegada do Santo Padre a Beirute, mas há uma atenção em todo o mundo árabe. Por exemplo, Al Jazeera transmitiu ontem um longo documentário sobre a visita papal. A nossa esperança é de que o Papa leve uma mensagem de reconciliação com o mundo islâmico", conclui o sacerdote. (L.M.) (Agência Fides 14/9/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network