AMÉRICA/HONDURAS - “Um intenso trabalho missionário também nos cárceres”: o testemunho de Dom Lenihan, primeiro Bispo de La Ceiba

Quarta, 12 Setembro 2012

Roma (Agência Fides) - "Na nova Diocese de La Ceiba, na costa norte do país, da qual sou Bispo, os principais problemas que a Igreja enfrenta têm origem política e social. Ultimamente, somou-se também a violência, relacionada ao narcotráfico e à corrupção, que fazem aumentar a pobreza do povo”. São as palavras de Dom Michael Lenihan, Bispo de La Ceiba, Honduras, que está participando em Roma do Seminário promovido pela Congregação para a Evangelização dos Povos para os bispos ordenados nos últimos dois anos em territórios que dependem deste Dicastério (veja Fides 01/09/2012). A Agência Fides pediu a Dom Lenihan que ilustrasse a situação da Igreja local que lhe foi confiada. A seguir, seu testemunho:
“Em minha Diocese existem muitos católicos, podemos dizer que quase 80% do povo se declara católico; todavia, isto não exclui o aumento das seitas e de outros grupos. A Igreja católica, porém, ainda tem peso na tradição nacional e presença na vida do país, inclusive em nível de Conferência Episcopal.
Um problema que pesa muito para a população é a falta de assistência médica para todos: faltam infra-estruturas e médicos e os que existem estão quase sempre em greve por reivindicações salariais ou falta de recursos. Nas escolas também os professores são mal pagos e isto causa mal-estar e protestos.
Um campo de compromisso missionário no qual se trabalha com grande entusiasmo é o dos cárceres. Seguindo o exemplo do feito por Dom Romulo Emiliani, Bispo auxiliar da Diocese San Pedro Sula, nossa Diocese-mãe, também na nossa Diocese a Pastoral Penitenciária realiza uma grande obra, dentro e fora das prisões. Eu estive no cárcere principal, em La Ceiba, onde 40 p pessoas recebem assistência completa: formação, catequese, ajudas de vários tipos. Com a contribuição do Movimento católico da Renovação no espírito, está sendo feito um enorme trabalho. Também em Tela, onde existe outra prisão, trabalha-se com as famílias dos detentos e com eles próprios, pois há situações que não são muito claras e casos de injustiça. Os tribunais são lentos, e alguns permanecem presos sem sentença definitiva, mesmo inocentes!”.
Dom Michael Lenihan, O.F.M., Bispo de La Ceiba, nasceu em Abbeyfeale, na Irlanda, em 1951 e há 28 anos trabalha na América central (El Salvador, Honduras e Guatemala). Em 30 de dezembro de 2011 foi nomeado o primeiro Bispo da nova Diocese de La Ceiba, com jurisdição nas ilhas Roatan, Guanaja e Utila. (CE) (Agência Fides, 12/09/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network