http://www.fides.org

America

2012-09-10

AMÉRICA/HAITI - Apelo do SJRM: o governo deve assumir um papel ativo na reconstrução e a comunidade internacional deve cumprir as promessas

Porto Príncipe (Agência Fides) - O Serviço Jesuíta para os Refugiados e Migrantes da sub-região Caribe (SJRM) pediu ao governo do Haiti e à sociedade haitiana que se empenhe mais na reconstrução do país e à comunidade internacional que mantenha as promessas de ajuda ao Haiti, aonde as condições de vida pioraram significativamente depois do terremoto de 2010. Os membros do SJRM manifestaram tais pedidos em um documento divulgado ao término de uma reunião realizada em Santiago de los Caballeros, na República Dominicana, de 4 a 6 de setembro, e que teve a presença de delegados de Haiti, República Dominicana, Porto Rico, Venezuela, Estados Unidos e Canadá.
O documento, cuja cópia foi enviada à Agência Fides, evidencia que a região é marcada por vários fluxos migratórios forçados, como nos casos do Haiti, da Colômbia e da América Central, onde além dos fluxo de dominicanos rumo a Porto Rico, há o e de cubanos ao Equador. “A situação pior é a do Haiti, onde a fragilidade do Estado e a ausência de ajudas internacionais depois do terremoto contribuíram para alcançar o limite. Por isso, apelamos ao governo do Haiti e à sociedade haitiana para que assumam um papel ativo e se empenhem mas no processo de reconstrução do país. Ao mesmo tempo, pedimos à comunidade internacional que cumpra as promessas de ajuda feitas ao Haiti".
O documento se encerra com um chamado à globalização da solidariedade e a todos os organismos internacionais para que cooperem para reforçar políticas migratórias coordenadas e com leis honestas. O SJRM faz parte de uma rede presente em 19 países, coordenados para acompanhar o fluxo migratório de pessoas particularmente vulneráveis em todo o continente. (CE) (Agência Fides, 10/09/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network