http://www.fides.org

Asia

2012-07-06

ÁSIA/LAOS - Cristãos presos porque “explicavam a Bíblia”

Luang Namtha (Agência Fides) – Fiéis cristãos de pelo menos 15 vilarejos da província de Luang Namtha, no norte de Laos, comunicaram casos de intimidações e ameaças por parte de alguns agentes de polícia que os acusaram de difundir a fé cristã. Às vezes, depois das advertências, há detenções: nos dias passados, quatro pessoas, entre as quais duas cidadãs tailandesas, foram presas pela polícia da província de Luang Namtha, porque acusadas de "explicar a Bíblia a um homem laotiano, na casa de um cristão local”. Seus objetos pessoais foram confiscados pela polícia e os quatro foram levados para a prisão provincial de Luang Namtha. Segundo a práxis, os presos são normalmente detidos numa prisão local, à espera da realização das investigações; mas neste caso, os quatro foram transferidos imediatamente para a prisão provincial, mesmo na ausência de acusações formais. Segundo a organização "Christian Solidarity Worldwide", aos presos não foi permitido nenhum contato com os membros de suas famílias ou com advogados. Alguns cristãos laotianos estão tentando ajudá-los porque as prisões de Laos não fornecem alimento e recursos adequados para os detidos. A embaixada tailandesa em Laos foi informada do ocorrido.
Essas detenções seguem a de um Pastor cristão protestante de 53 anos, conhecido como Asa, detido em 6 de junho, sempre na província de Luang Namtha, por ter pregado a fé cristã. Dois anos atrás, a polícia laotiana o obrigou a assinar alguns documentos, concordando que não proclamaria Cristo e não levaria pessoas ao Cristianismo. Uma terceira série de detenções na província de Luang Namtha ocorreu em 24 de março, quando seis cristãos, todos cidadãos tailandeses, foram presos por “atividade de difusão da fé cristã". Os seis foram libertados depois de algumas semanas, depois de pagar uma multa muito alta. Esses casos, nota a Ong CSW, "fazem parte de um modelo de repressão religiosa em andamento na província de Luang Namtha". (PA) (Agência Fides 6/7/2012)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network