AMÉRICA/EL SALVADOR - Os ocupantes deixam a Catedral de São Salvador, uma comissão estudará suas exigências

Terça, 17 Abril 2012

São Salvador (Agência Fides) - Finalmente a Catedral Metropolitana de São Salvador foi entregue à Igreja local. Ontem, os manifestantes que há mais de três meses, ou seja, desde 11 de janeiro de 2012 (veja Fides 16/01/2012), estavam na Catedral metropolitana de São Salvador ocupando-a, deixaram a Igreja, depois de um encontro com o Procurador para a Defesa dos Direitos Humanos (PDDH), Oscar Luna, e com Dom Gregorio Rosa Chavez, Bispo auxiliar de São Salvador. Com o toque dos sinos e uma visita à cripta que abriga o túmulo de Dom Oscar Arnulfo Romero, foi realizado o ato de restituição das chaves do templo, situado no centro da cidade de São Salvador.
Para deixar a Igreja, os manifestantes pediram ao PDDH para intervir junto ao governo, de modo que seus pedidos sejam atendidos e não esquecidos, como explicou Dom Rosa Chavez na nota enviada à Agência Fides. Os manifestantes pedem a re-integração de alguns funcionários da Polícia Nacional Civil (PNC) que foram removidos sem um justo processo, e também a readmissão de Luis Alberto Ortega na Assembleia Legislativa, ajudas alimentares aos aposentados de guerra ou às suas famílias. Estes pedidos serão estudados por uma Comissão criada especificamente por representantes da Igreja, do poder Executivo e dos manifestantes. A data da primeira reunião ainda não foi anunciada.
Desde que começou a ocupação da Catedral, não foram mais celebradas Missas ou outros momentos de oração. Também durante a Semana Santa e Páscoa, ficou fechada e as celebrações foram realizadas na Basílica do Sagrado Coração de Jesus, sempre no centro da cidade de São Salvador. (CE) (Agência Fides, 17/04/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network