ÁFRICA/SUDÃO DO SUL - Fortes tensões entre Sudão e Sudão do Sul, enquanto permanece grave a situação dos refugiados do sul de Kordofan

Sexta, 2 Março 2012

Juba (Agência Fides) – Aumenta a tensão entre o Sudão e o Sudão do Sul, depois que este último acusou o exército de Cartum de penetrar por 17 km em seu território, cuja aviação teria violado o espaço aéreo em 74 km, bombardeando poços de água e de petróleo. As incursões, aéreas e terrestres, aconteceram no estado de Unità, confinante com o estado sudanês de Kordofan do sul. Neste estado, pertencente ao Sudão, há meses têm-se verificado violentos combates entre o exército sudanês e os guerrilheiros do Sudan People's Liberation Movement-North (SPLA-N), afiliado ao quase homônimo SPLA, que governa o Sudão do Sul.
Os combates levaram uma parte da população do Kordofan do sul a se refugiar no estado do Sudão do Sul de Unità, onde, como afirma o Alto Comissariado da ONU ara Refugiados (ACNUR), 20 mil pessoas estão alojadas em um campo montado por organizações humanitárias.
Segundo informam à Agência Fides fontes locais, a estrada principal de Kordofan do sul a Yida, no estado de Unità acaba de ser aberta domingo, 26 de fevereiro, depois que as tropas do SPLA-N derrotaram os soldados do exército sudanês e tomaram o controle das áreas de Jau e Toroje, no Kordofan do sul. A estrada estava interditada há uma ou duas semanas por causa dos atritos entre as duas partes. Isto permitiu o trânsito de quatro caminhões levando produtos alimentares aos desalojados que estavam na cidade de Kauda no Kordofan do sul, em uma área não-controlada pelo exército sudanês. Na direção contrária viajam os ônibus levando desabrigados para se refugiar em Yida. (L.M.) (Agência Fides 2/3/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network