ÁFRICA/SENEGAL - Os Bispos: “eleições determinantes para o futuro do país”

Quarta, 8 Fevereiro 2012

Dacar (Agência Fides) – “As eleições presidenciais, cujo primeiro turno está marcado para domingo, 26 de fevereiro, se preanunciam determinantes para o futuro do país” – afirmam os Bispos do Senegal na mensagem dedicada às eleições presidenciais.
No documento, enviado à Agência Fides, sublinha-se que “esta primeira eleição depois da celebração de cinquenta anos de soberania é portadora de desafios importantes, que suscitam um clima de tensão particularmente agudo, com riscos imprevisíveis, se os diversos protagonistas não souberem manter a razão”.
O desafio principal, segundo os Bispos, deriva da “crise mundial que não poupa alguma nação do planeta”, que, porém, não pode esconder “o mau-governo interno que perdura há muitos anos, marcado pela gestão da coisa pública sem perspectivas, parcial, e que não se interessa das necessidades reais da população”.
Isto, porém, não impediu - destacam os Bispos – a reviravolta política de 2000 (que levou ao poder o atual Presidente Wade, após décadas de governo do partido socialista) através de uma “eleição livre e transparente, aceita por todos”. O mesmo é auspiciado para as eleições deste ano. Por isso, a mensagem dirige um apelo aos candidatos para que deem prova “de grande cultura democrática, de desejo de verdade, de visão de perspectivas para melhorar as condições de vida da população, excluindo conflitos inúteis e promessas demagógicas”. Do mesmo modo, convida os eleitores a avaliar, criticamente, cada candidato e relativos programas, e exercer o discernimento à luz da Palavra de Deus.
A mensagem se conclui com a exortação à oração, à escuta e à prática da Palavra de Deus, confiando o país a Maria, Nossa Senhora de Poponguine, Rainha do Senegal. (L.M.) (Agência Fides 8/2/2012)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network