http://www.fides.org

Asia

2011-11-04

ÁSIA/TAILÂNDIA - Enchentes: os Camilianos socorrem as vítimas mais desfavorecidas e portadores de deficiências com assistência médica gratuita, apoio psicológico, gêneros alimentícios e higiênicos

Rayong (Agência Fides) – Prosseguem as atividades de socorro em benefício da população tailandesa atingida por uma das mais graves enchentes dos últimos 50 anos. Na linha de frente estão também os missionários Camilianos, que por meio do Camillian Pastoral Centre, distribuíram até o momento, no distrito de Latkrabang, 1.186 sacolas com material alimentar e higiênico contendo arroz, peixe enlatado, repelente para mosquitos, esparadrapo, cremes, desinfetantes, detergentes e sabões. Segundo informações enviadas à Agência Fides, o grupo hospitalar camiliano mobilizou duas unidades médicas: uma na Igreja católica local, que assistiu até o momento 130 pacientes, e outra na Camillian Home, onde já foram curados mais de 120 pacientes. A equipe médica distribuiu integradores alimentares e medicamentos gratuitos para melhorar a saúde geral dos sobreviventes, oferecendo-lhes também assistência médica gratuita, consultoria, abastecimento e acesso à água potável. A maior parte dos adultos e das crianças atingidas foram curadas de infecções micóticas, resfriados, tosse e febre.
O grupo da Camillian Home distribuiu mais de 80 sacolas de material alimentar e de higiene para pessoas com deficiências no distrito de Latkrabang e espera distribuir mais 20 sacolas. A estrutura também está assistindo pessoas com deficiências dentro da comunidade, oferecendo-lhes alimentos, medicamentos, formação, equipamentos e – o que é muito importante – estabelecendo com elas uma relação pessoal forte, para que não se sintam sós. As equipes trabalham com os deficientes mais pobres da comunidade 6 dias por semana, 52 semanas por ano. Muitas pessoas ajudadas pela comunidade camiliana precisam de ajudas a longo prazo, como as mães solteiras com filhos gravemente deficientes, idosos com dificuldades e avós que cuidam de pequenas crianças com deficiências, abandonadas pelos pais.
(AP) (4/11/2011 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network